Wikimedia Commons
(Wikimedia Commons)

Internet

Promotoria investiga vazamento de dados de clientes da C&A

Incidente de segurança pode ter afetado mais de 2 milhões de consumidores da rede de moda

por Nathália Guimarães | ter, 04/09/2018 - 10:27

Após notícias de vazamento de dados de clientes da loja C&A, o Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) instaurou procedimento administrativo para acompanhar as consequências do incidente de segurança que pode ter afetado mais de 2 milhões de consumidores da rede de moda.

As informações vazadas seriam relativas a compras com vale-presente. Entre os dados estariam número do cartão de crédito, CPF, e-mail, valor da aquisição, número do pedido e data da transação. Segundo o hacker autor da informação, no total, teriam sido liberados registros de 4 milhões de pedidos.

Em nota, a C&A confirmou o recebimento do ofício e informou que vai responder às solicitações. "A empresa sofreu um ciberataque no seu sistema de vale-presente/trocas na última semana e, tão logo identificou o ocorrido, acionou seu plano de contingência e notificou as autoridades competentes", relatou. A C&A negou também que tenha havido vazamento de dados de cartão de crédito.

LeiaJá também

--> Falso cupom do McDonald's é o novo golpe do WhatsApp


PUBLICIDADE