O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 51 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados há pouco. Com os registros, o País atingiu 662.557 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias recuou de 101, ontem, para 93 e foi de 112 de média em 15 de abril, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, Ainda, 8.068 casos de covid-19 em 24 horas. Com os números, o total de registros conhecidos e oficiais atingiu 30.338.697 casos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 13.056, ante 17.620 casos de média há uma semana.

Os dados de hoje foram prejudicados porque Distrito Federal e cinco Estados - Goiás, Mato Grosso, Piauí, Roraima e Tocantis - não divulgaram os casos e mortes.

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 263 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta quarta-feira, 20. Com os registros, o País atingiu 662.414 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias cresceu de 94, ontem, para 108 e foi de 133 de média em 13 de abril, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, Ainda, 36.750 casos de covid-19 em 24 horas. Com os números, o total de registros conhecidos e oficiais atingiu 30.311.969 casos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 14.445, ante 20.515 casos de média há uma semana.

Segundo o Conass, a alta no número de casos e de mortes ocorreu por causa da revisão e atualização dos dados de Minas Gerais e Rio de Janeiro.

O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) e o Conselho Nacional  de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) enviaram ofício ao Ministério da Saúde nesta terça-feira (19) questionando o anúncio de que a pasta irá publicar norma para decretar o fim do estado de emergência de saúde pública de importância nacional em decorrência da pandemia da Covid-19. 

As entidades manifestam preocupação com o "fim abrupto" da emergência. Segundo elas, há um conjunto de leis, regras e políticas públicas vinculadas a essa situação que afetam estados e municípios. 

##RECOMENDA##

Outro impacto negativo mencionado pelas entidades é o fato de haver leis e decretos estaduais e municipais baseados nessa condição, que teriam de ser ajustados e atualizados. Os conselhos destacam que o enfrentamento da pandemia envolveu ampliação de políticas, celebração de contratos com fornecedores e contratação de profissionais. 

“É imperativa a readequação dos serviços e o remanejamento dos profissionais, além da adequação de contratos já celebrados e que estão em andamento, o que demandará considerável esforço dos municípios e dos estados, o que não poderá ser concluído em curto espaço de tempo”, ressalta o ofício. 

As entidades lembram que a pandemia não acabou, razão pela qual a manutenção de políticas para combater a circulação do vírus, para ampliar a vacinação e para mitigar novas infecções ainda se fazem necessárias. 

“Sob o risco de desassistência à população, solicitamos ao Ministério da Saúde que a revogação da Portaria MS/GM nº 188, de 03 de fevereiro de 2020, estabeleça prazo de 90 (noventa) dias para sua vigência e que seja acompanhada de medidas de transição pactuadas, focadas na mobilização pela vacinação e na elaboração de um plano de retomada capaz de definir indicadores e estratégias de controle com vigilância integrada das síndromes respiratórias”, defendem o Conass e o Conasems. 

Em nota à Agência Brasil, o Ministério da Saúde afirmou que “mantém permanente diálogo com estados e municípios e reforça que nenhuma política pública será interrompida com a medida”. A pasta acrescenta que entende que “o cenário epidemiológico permite o encerramento da Espin [Emergência de Saúde Pública de Interesse Nacional], além da alta cobertura vacinal e a capacidade de resposta e assistência do Sistema Único de Saúde (SUS)”.

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 125 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta terça-feira, 19. Com os registros, o País atingiu 662.151 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias caiu de 100, ontem, para 94 e foi de 138 de média em 12 de abril, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, Ainda, 14.131 casos de covid-19 em 24 horas. Com os números, o total de registros conhecidos e oficiais atingiu 30.275.219 casos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 13.041, ante 20.543 casos de média há uma semana.

Os dados de São Paulo, Estado com maior número de casos e mortes, não foram divulgados por problemas técnicos, segundo o Conass. Os dados de Tocantins foram revisados e atualizados.

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 66 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta segunda-feira, 18. Com os registros, o País atingiu 662.026 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias se manteve em 100, ante 145 de média em 11 de abril, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda, 8.470 casos de covid-19 em 24 horas. Com os números, o total de registros conhecidos e oficiais atingiu 30.261.088 casos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 14.269, ante 21.201 casos de média há uma semana.

Os dados do Piauí não foram divulgados por problemas técnicos, segundo o Conass.

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 140 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta quinta-feira, 14. Com os registros, o País atingiu 661.796 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 118, ante 133 ontem e 174 de média em 7 de abril, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda, 23.171 casos de covid-19 em 24 horas. Com os números, o total de registros conhecidos e oficiais atingiu 30.234.024 casos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 20.039, ante 20.837 casos de média há uma semana.

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 163 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta quarta-feira, 13. Com os registros, o País atingiu 661.656 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 133, ante 138 ontem e 144 de média em 6 de abril, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda, 26.924 casos de covid-19 em 24 horas. Com os números, o total de registros conhecidos e oficiais atingiu 30.210.853 casos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 20.515, ante 21.559 casos de média há uma semana.

Os dados do Piauí não foram divulgados por problemas técnicos, segundo o Conass.

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 166 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta terça-feira, 12. Com os registros, o País atingiu 661.493 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 138, ante 145 ontem e 184 de média em 5 de abril, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda, 22.724 casos de covid-19 em 24 horas. Com os números, o total de registros conhecidos e oficiais atingiu 30.183.929 casos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 20.543, ante 22.533 casos de média há uma semana.

Brasil registrou, entre ontem e hoje, 69 mortes causadas pela Covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta segunda-feira (11). Com os registros, o País atingiu 661.327 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 145, ante 159 ontem e 194 de média em 1º de abril, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda, 8.803 casos de covid-19 em 24 horas. Com os números, o total de registros conhecidos e oficiais atingiu 30.161.205 casos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 21.201, ante 22.922 casos de média há uma semana.

O Conass informou que os dados de São Paulo, Estado com maior população, casos e mortes, não foram contabilizados por problemas técnicos nos acessos à base de dados.

O Brasil registrou, nas últimas 24h, 149 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados há pouco. Com os registros, o País atingiu 661.122 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 160, ante 174 ontem e 205 de média em 1º de abril, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda, 30.212 casos de covid-19 em 24 horas. Com os números, o total de registros conhecidos e oficiais atingiu 30.123.963 casos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 21.257, ante 24.701 casos de média há uma semana.

O Conass informou que os dados de Mato Grosso não foram contabilizados por causa do feriado local.

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 195 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta quarta-feira, 6. Com os registros, o País atingiu 660.723 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 174, ante 184 ontem e 215 de média em 30 de março, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda 27.120 casos de covid-19 em 24 horas. Com os números, o total de registros conhecidos e oficiais atingiu 30.067.249 casos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 21.559, ante 26.620 casos de média há uma semana.

Os dados do Piauí não foram atualizados por problemas técnicos

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 216 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta terça-feira, 5. Com os registros, o País atingiu 660.528 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 184, ante 194 ontem e 236 de média em 28 de março, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda 27.331 casos de covid-19 em 24 horas. Com os números, o total de registros conhecidos e oficiais atingiu 30.040.129 casos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 22.533, ante 30.107 casos de média há uma semana.

Os dados da Bahia, pelo segundo dia seguido, não foram atualizados por problemas técnicos

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 165 mortes causadas pela Covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta segunda-feira, 4. Com os registros, o País atingiu 660.312 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 194, ante 181 ontem e 239 de média em 27 de março, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda 13.361 casos de covid-19 em 24 horas. Com os números, o País superou 30 milhões de registros conhecidos e oficiais, com um total de 30.012.798 casos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 22.922, ante 30.276casos de média há uma semana.

Os dados da Bahia, Piauí e Roraima não foram atualizados por problemas técnicos

O Brasil registrou, entre na quinta-feira (31) e esta sexta-feira (1), 245 mortes causadas pela Covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta sexta-feira, 1º. Com os registros, o País superou 660 mil vidas perdidas para a doença, com 660.002 óbitos computados.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 205, ante 207 ontem e 253 de média em 25 de março, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda 27.270 casos de covid-19 em 24 horas, com um total de 29.975.165 registros conhecidos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 24.701, ante 32.735 casos de média há uma semana.

Os dados do Acre não foram atualizados por problemas técnicos

O Brasil registrou, nas últimas 24h, 253 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta quinta-feira, 31. Com os registros, o País atingiu 659.757 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 207, ante 215 ontem e 269 de média em 24 de março, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda 31.561 casos de covid-19 em 24 horas, com um total de 29.947.895 registros conhecidos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 25.745, ante 37.690 casos de média há uma semana.

Os dados do Ceará não foram atualizados por problemas técnicos

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 77 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta segunda-feira, 28. Com os registros, o País atingiu 658.956 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 236, ante 239 ontem e 293 de média em 21 de março, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda 9.923 casos de covid-19 em 24 horas, com um total de 29.852.341 registros conhecidos desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 30.107, ante 37.362 casos de média há uma semana.

Os dados do Acre, Ceará e Piauí não foram atualizados por problemas técnicos, segundo o Conass.

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 312 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta quinta-feira, 24. Com os registros, o País atingiu 658.310 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 269, ante 294 ontem e 334 de média em 17 de março, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou,

ainda 37.690 casos de covid-19 em 24 horas, com um total de 29.767.681 registros desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 34.292, ante 39.677 casos de média há uma semana.

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 302 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta quarta-feira, 23. Com os registros, o País atingiu 657.998 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 294, ante 302 ontem e 349 de média em 16 de março, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda 47.376 casos de covid-19 em 24 horas, com um total de 29.729.991 registros desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 35.993, ante 40.682 casos de média há uma semana.

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 394 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta terça-feira, 22. Com os registros, o País atingiu 657.696 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 302, ante 293 ontem e 394 de média em 15 de março, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda 41.021 casos de covid-19 em 24 horas, com um total de 29.682.615 registros desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 35.780, ante 41.971 casos de média há uma semana.

O Brasil registrou, entre ontem e hoje, 97 mortes causadas pela covid-19, de acordo com dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) divulgados nesta segunda-feira, 21. É o menor número de óbitos para um dia desde 16 de janeiro, quando foram 74 mortes. Com os registros, o País atingiu 657.302 vidas perdidas para a doença.

A média móvel de óbitos em sete dias foi de 293, ante 304 ontem e 415 de média em 14 de março, há uma semana.

##RECOMENDA##

O levantamento do Conass, que compila dados de secretarias de Saúde dos 26 Estados e do Distrito Federal apontou, ainda 11.110 casos de covid-19 em 24 horas, com um total de 29.641.594 registros desde o início da pandemia.

A média móvel de casos ficou em 37.362, ante 44.371 casos de média há uma semana.

Os dados do Acre não foram atualizados por problemas técnicos na base de dados, segundo o Conass.

Páginas