Reprodução/Facebook/Joice Hasselmann
Hasselmann é líder do governo na Câmara Federal (Reprodução/Facebook/Joice Hasselmann)

Política

"Armas não matam, pessoas matam", diz Hasselmann

“Culpar a arma pelo crime é a mesma coisa que culpar a colher por engordar”, comparou a parlamentar

| qui, 20/06/2019 - 13:12

A deputada federal e líder do governo na Câmara, Joice Hasselmann (PSL), discursou nesta quinta-feira (20) sobre do decreto do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que regula a posse e o porte de armas - que não passou no Senado e, agora, vai para a Câmara.

“Usar o argumento de que a arma vai aumentar violência é como se a arma tivesse vida própria e um belo dia ela resolvesse sozinha sair atirando em pessoas. A gente precisa deixar a discussão de uma forma mais madura. Armas não matam, pessoas matam. Pessoas usam armas para matar”, disse a parlamentar.

Por 47 votos a 28, o projeto não passou no Senado, mas ganhou muita repercussão no meio político. Há quem tenha comemorado e quem não gostou nem um pouco da derrubada do decreto.

“Criminosos usam armas e qualquer outro tipo de elemento para matar. O homem mau, o criminoso, usa todo tipo de arma contra o cidadão de bem, que hoje não tem o direito de se defender. Eu defendo a liberdade, o direito do homem de bem a poder se defender e defender sua família”, argumentou Joice.

A parlamentar finalizou fazendo uma comparação: “Culpar a arma pelo crime é a mesma coisa que culpar a colher por engordar”, pontuou.


PUBLICIDADE