Júlio Gomes/LeiaJáImagens/Arquivo
Desde que se colocou como presidenciável, o fato do psolista ser coordenador do MTST tem pesado (Júlio Gomes/LeiaJáImagens/Arquivo)

Eleições

Boulos tem R$15 mil em bens e mora em casa no nome do pai

Diante de concorrentes milionários, o mestre em psiquiatria na Universidade de São Paulo (USP) e filho de médicos conceituados aparece como o candidato mais pobre entre os que declararam a posse de bens

por Giselly Santos | qua, 15/08/2018 - 15:24

Dos candidatos à Presidência da República que declararam a posse de bens ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o postulante do PSOL, Guilherme Boulos, é o que se coloca como o mais pobre. Nas informações do registro de candidatura, disponibilizadas através do DivulgaCand, Boulos diz ser dono de um patrimônio com apenas R$ 15.416,00. O valor é descrito como o estimado por um veículo automotor, mas sem especificar se trata-se de carro, caminhão ou moto. 

Diante de concorrentes milionários, o mestre em psiquiatria na Universidade de São Paulo (USP) e filho de médicos conceituados, que inclusive são professores da USP, tem menos bens do que a candidata do PSTU, a sindicalista Vera Lúcia, que declarou ser dona de um terreno no valor de R$ 20 mil. E perde apenas para o deputado Cabo Daciolo (Patriota), que afirmou não possuir nenhum patrimônio, apesar de em outras eleições ter listado posses. 

Questionado pelo LeiaJá sobre as informações apresentadas, Boulos disse, através da assessoria de imprensa, que “a declaração de bens do candidato é esta mesma que está no TSE”. 

Desde que se colocou como presidenciável, o fato do psolista ser o coordenador nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) tem pesado. Ao ser indagado se o candidato tinha casa própria ou morar em um assentamento, a assessoria informou Boulos já residiu em uma ocupação em Osasco, na Grande São Paulo, mas hoje vive em uma casa comprada conjuntamente com os sogros e o pai. 

“Guilherme reside em um casa no bairro do Campo Limpo, periferia sul da cidade de São Paulo. A casa foi adquirida em um esforço conjunto e familiar de Guilherme, sua companheira, seus sogros e seu pai. Este último ficou responsável perante a instituição financeira que financiou a compra do imóvel e por este motivo o mesmo está em seu nome e declarado no IR [Imposto de Renda] dele”, afirmou, em nota. 

Esta é a primeira eleição que Guilherme Boulos participa e, ao contrário da maioria dos outros candidatos, não tem declarações anteriores já apresentadas à Justiça Eleitoral. 

LeiaJá também

--> Boulos diz que não pratica demagogia ao defender o MTST

--> Não temo ser o candidato que defende ocupações, diz Boulos


PUBLICIDADE