Paulo Almeida/Divulgação
Bicicletada para cobrar medidas de segurança às autoridades (Paulo Almeida/Divulgação)

Cidades

Cicloativistas cobram segurança de ciclistas em PE

O grupo pediu que o poder público tome medidas urgentes para interromper a ação dos ladrões

| qua, 11/01/2023 - 19:34

Um grupo de ciclistas urbanos apoiados por seis coletivos ligados ao ciclismo realizou, na terça-feira (10), uma bicicletada com o intuito de cobrar das autoridades públicas medidas de segurança para quem transita pela cidade de bicicleta. Os participantes saíram às 19h30 da praça do Derby e terminaram o percurso em frente ao Palácio do Campo das Princesas, em Santo Antônio, no Recife. 

Desde o fim do ano passado, inúmeros relatos de ataques, principalmente às mulheres, enquanto se deslocam pela cidade pedalando estão sendo registrados nos grupos de ciclistas da cidade. 

Um homem de moto se aproxima e puxa a bolsa da ciclista, provocando a queda de maneira violenta. Diversas mulheres partilharam a mesma situação nos arredores da zona norte e centro da cidade. Todos os relatos ocorreram entre 19h e 01h da manhã

Na noite do dia 08 de janeiro uma ciclista, na Rua do Espinheiro, sofreu a tentativa de assalto por um motoqueiro. Na queda a vítima fraturou o cotovelo e teve uma fratura exposta, ela se encontra no hospital e aguarda uma cirurgia. 

Existe um padrão em todas as ocorrências, o grupo de ciclistas levantou em sua pesquisa, que mais de um caso acontece por noite, sempre mantendo um padrão de horários e localidades, a janela de assaltos entre um caso e outro é cada vez menor. 

Muitos dos locais em que ocorreram os assaltos são próximos a pontos de encontros de ciclistas urbanos, como bares e parques nas regiões da Zona Norte e Centro. 

Uma das ciclistas assaltadas, na primeira semana de janeiro, compareceu à Secretaria de Defesa Social- SDS para requisitar a filmagem da câmera de segurança instalada na rua de sua ocorrência. A mesma foi informada que as câmeras da SDS estavam desligadas e que eles não poderiam fazer nada quanto à investigação do assalto. 

"Cobramos que o poder público tome medidas urgentes para interromper a ação dos ladrões e de uma possível quadrilha que atua em motocicletas e ataca deliberadamente ciclistas, principalmente mulheres, pelo Recife", destacou a Ameciclo.  

É importante lembrar que outras ocorrências de assaltos continuam acontecendo na cidade. Na noite do dia 10 de janeiro, em que o ato pela segurança de ciclistas foi realizado, duas ciclistas participantes estavam voltando para suas casas e foram assaltadas por 6 homens nas imediações da Avenida Guararapes, um deles portando um facão. Uma das ciclistas foi derrubada de sua bike, agredida e teve seus pertences e bicicleta levados.

Da assessoria


PUBLICIDADE