TV e Famosos

Taís Araujo e Lázaro Ramos posam nus e negam perfeição

A atriz conta que a ideia de posar sem roupa partiu dela, numa tentativa de quebrar os padrões da sociedade - principalmente pelo fato de sua família ser considerada tradicional por muitos

| dom, 14/11/2021 - 16:07

Taís Araujo e Lázaro Ramos são um dos casais mais amados pelo público brasileiro. Juntos há 17 anos, os dois são artistas de sucesso e, inclusive, foram apontados entre os 100 Negros Mais Influentes do Mundo em 2021, pela organização mundial Most Influential People of African Descent (Mipad), na categoria TV e Cinema. Apesar disso, é claro que os dois não pretendem deixar o relacionamento - ou a carreira - caírem na mesmice, e decidiram protagonizar um ensaio nu para a revista Ela, do O Globo.

A atriz conta que a ideia de posar sem roupa partiu dela, numa tentativa de quebrar os padrões da sociedade - principalmente pelo fato de sua família ser considerada tradicional por muitos.

"Não queria cair no lugar de casalzinho perfeito. Estamos casados há 17 anos, já fizemos tanta coisa... Senão, parece que não namoramos mais, que só cumprimos o que as pessoas esperam. Apesar de sermos uma família padrãozinho, com mulher, homem, filha e filho, não acreditamos que seja o único modelo existente. Então, foi um jeito de dizer: Quer saber? Vamos tentar romper essa po**a!", declarou.

Araujo ainda revela que, ao contrário do marido, que protagonizou diversas cenas nu ao longo de sua carreira, ficar sem roupa diante das câmeras foi um desafio durante muito tempo - principalmente por conta da repercussão de seu papel na novela Xica da Silva, seu primeiro trabalho de destaque.

"Vazaram um frame de uma cena em que eu aparecia nua para toda a imprensa. Era jovenzinha, estava fazendo 18 anos de idade, e o nu era muito explorado na novela. O problema é quando só erotizam o negócio e vira um objeto mesmo. Tiram a humanidade, a subjetividade", frisou.

Em relação à sua carreira, Taís garante que pretende se diversificar dentro das áreas em que atua, para poder se colocar a prova cada vez mais: "Gosto de me colocar no lugar de desconforto. O teatro me deixa assim todo dia, assim como algum início de trabalho e a função de apresentadora. Essa insegurança da construção, de não saber onde estou pisando, como num programa ao vivo, faz com que eu fique muito presente ali. Quero explorar muito mais isso".

Lázaro ainda acrescenta que a dedicação da esposa para viver seus papéis é tanta que, por vezes, ela acaba levando traços das personagens que interpreta para dentro de casa.

"A Taís tem algumas características como atriz pelas quais fico admirado, está sempre disponível. Quando tem cena brava, fica brava em casa. Quando tem uma cena amorosa, fica toda carinhosa.", disse.

"Já falei para você parar de falar isso, porque parece que não tenho personalidade e levo a personagem para casa. E eu não sou assim. Que maluquice!", interrompeu a atriz; "Não leva para casa, mas fica influenciada sim, senhora, rebateu o diretor; "Ainda bem que acham que tenho cara de boazinha e só me chamam para fazer heroína. Quando fizer uma vilã, você vai ver!", ameaçou Araujo.

Já sobre a carreira de Lázaro e sua recente saída da Rede Globo, o ator garante que tudo faz parte de seu plano de carreira, e ressalta que o encerramento de seu contrato de anos ocorreu de forma pacífica - tanto é que ele está na segunda temporada da série Aruanas, que estreia no Globoplay no dia 25 de novembro e traz Taís como uma das protagonistas. Enquanto isso, ele segue com novos projetos, como a direção do longa Um ano inesquecível - Outono, seu primeiro trabalho com a Amazon Prime Video.

O casal, é claro, também falou sobre a vida à dois após tanto tempo juntos e já com dois filhos: Maria Antônia, de 6 anos de idade, e João Vicente, de 10 anos de idade. Taís e Lázaro fazem piada da possibilidade de uma experiência a três, e a artista destaca que, pelo menos por enquanto, a monogamia é condição para que o relacionamento dê certo.

"Não sei viver de outra maneira, mas admiro quem tem essa liberdade de viver outras relações. Na teoria, a monogamia não faz o menor sentido para mim. Mas, na prática, é o que faz. Para mim, é evolução espiritual, e não sou evoluída espiritualmente nesse sentido. Não tenho a menor condição de ter um casamento aberto", afirmou.

Além disso, o par também falou sobre como é a vida sexual quase 18 anos após o casamento: "É igual com o casamento em si. Tem fases que são maravilhosas, e outras não. Quando não está tão legal, você vai trabalhar para mudar. Mas, num casamento de 17 anos, tem coisas que são importantes para além do sexo", pontua Taís; "Tem muita surpresa. De repente, dá um desejo gigante do nada, e você fala: Eita!", comenta Lázaro.

"Isso! É tipo: Ih, tá aqui ainda!", completa a atriz; "Tem que tentar descobrir outras coisas, outros acessórios. Estou para comprar uma cueca nova que ela vai ficar louca...", provocou o diretor; "Não me venha com essas coisas! Me dá vontade de rir", pediu a mãe de dois; "Uma vez, comprei uma cueca na Itália, lembra?", recordou Ramos; "Lembro! Ri-dí-cu-la! Tinha o desenho de uma estátua na frente", entregou Araujo.


PUBLICIDADE