Paulo Uchôa/LeiaJáImagens/Arquivo

Educação

Enem: saiba como ter uma noção da sua nota pelo gabarito

Assertivas do gabarito não determinam a nota exata do Enem

por Francine Nascimento | qua, 13/11/2019 - 12:12

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, nesta quarta-feira (13), o gabarito oficial do Exame Nacional do Ensino Médio Enem (Enem), realizado nos domingos 3 e 10 de novembro. Com o gabarito em mãos, os candidatos podem comparar as respostas, mas a nota individual só será divulgada em março de 2020, ainda sem data definida.

As notas individuais poderão ser acessadas por meio do portal do Inep, do site do Enem ou pelo próprio aplicativo do Enem, disponível nas lojas virtuais de aparelhos Android e iOS. Mas para os estudantes que preferem não esperar, é possível saber ou ter uma estimativa da nota usando o gabarito? Muitos participantes acreditam que o número de assertivas pode determinar o resultado, mas não é bem assim, por causa do método de correção do Enem chamado de TRI.

Como a prova é calculada?

Desde 2009, o Inep passou a adotar a Teoria da Resposta ao Item (TRI) que é um modelo de correção baseado em uma escala-padrão de conhecimento. De acordo com a coletânea Enem do curso Poliedro, o sistema analisa a proficiência dos participantes e não exatamente o desempenho. Por isso, na correção não é levado em consideração apenas a quantidade de acertos na prova, conforme funciona a Teoria Clássica dos Testes (TCT), utilizada em escolas. “A maioria das escolas e instituições ainda adotam a TCT pois ela avalia as questões como um ‘todo’ e teoricamente quanto mais acertos, maior o domínio por parte do aluno”, resume Daniel França, professor de matemática.

De acordo com Fernando do Espíritu Santo, gerente de inteligência educacional e avaliações do Sistema Poliedro, as assertivas de um candidato segundo o gabarito são uma apenas uma suposição do que seria a nota final. A formulação da nota depende da coerência pedagógica, na qual se leva em conta as questões em níveis “fácil”, “médio” e “difícil”. “E ainda vale lembrar que de ano para ano têm algumas oscilações também. Por exemplo, em matemática, teve ano que a nota máxima já passou da nota mil, teve ano que ficou nos 990... então, não tem jeito. Tem que esperar o resultado oficial do Enem e continuar a se concentrar nos estudos e nos outros vestibulares”, recomenda o especialista, que também pontua as oportunidades que o aluno pode ter com os programas de financiamento estudantis, usando a nota do Enem. “Mesmo que o resultado não seja o mais alto, tem que lembrar que o Sisu abre portas para diversas universidades do Brasil todo. E depois, tem o Prouni e outros programas que podem a ajudar o estudante a conquistar uma vaga na universidade”.

Entenda a simulação das médias de acordo com as assertivas em cada área

Matemática: com 30 acertos = 780 pontos

Linguagens, Códigos e suas Tecnologias: com 30 acertos = 680 pontos

Ciências da Natureza e suas Tecnologias: com 30 acertos = 670 pontos

Ciências Humanas e suas Tecnologias: 30 acertos = 650 pontos

Quais os critérios de avaliação usados na TRI?

Discriminação: capaz de diferenciar os participantes que dominam e os que não dominam a habilidade cobrada em determinada questão.

Dificuldade: avalia a complexidade da questão – quanto maior seu valor, mais difícil é o item e vice-versa – e é expresso na mesma escala da proficiência.

Acerto casual: corresponde à probabilidade de um participante acertar a questão sem dominar a habilidade exigida; é o famoso “chute”.

Na opinião do professor de Daniel França, a Teoria da Resposta ao Item funciona como uma grande escada em que só se chega ao último degrau com coerência, se subir pelos degraus da base. “O Enem, ao adotar a TRI, se torna mais justo, mais coeso e sobretudo mensurador de um processo lógico que faça sentido ao aluno, evidenciando o aluno que estuda”, defende. Saiba mais no vídeo a seguir:

LeiaJá também

-> Gabarito oficial do Enem 2019 já está disponível

--> Entenda como é feita a correção das provas do Enem 2019

--> Como manter a calma diante da espera do resultado do Enem?


PUBLICIDADE