Pixabay
Mesmo difíceis, assuntos são recorrentes na prova (Pixabay)

Educação

Enem: confira os assuntos mais 'difíceis' de química

Professores reuniram dicas sobre os temas que exigem resoluções difíceis

| ter, 02/10/2018 - 14:50

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) exige dos participantes um conhecimento amplo em diversas áreas. E quando o assunto é química, alguns assuntos são considerados “cabulosos”.

Para Walter Júnior, professor da disciplina, a prova não é difícil, mas exige do candidato uma atenção redobrada em alguns pontos. “Antes de tudo, o aluno deve ter desenvolvido um trabalho de preparação durante o ano. Com essa bagagem, ele terá melhores meios para conseguir resolver esses pontos difíceis no Exame”, destaca.

O exame de Ciências da Natureza inclui o conteúdos relacionados à química, física e biologia. Mas, de acordo com o docente Berg Figueiredo, o candidato deve desenvolver, também, um grande repertório em outras disciplinas para conseguir obter um bom resultado. “Quando uma questão envolver a interdisciplinaridade, ela pontua questões que englobam toda a área. Não é só química. Muitas vezes, é importante ter conhecimentos de matemática”, ressalta. Ainda de acordo com o docente, observando e compreendendo toda essa realidade, os assuntos podem ser melhor absorvidos.

Com data marcada para o dia 11 de novembro, a prova de química deverá abordar, segundo os professores, alguns temas temidos pelos estudantes. Em entrevista ao LeiaJá, os docentes Walter e Berg listaram alguns desses pontos que devem ter atenção redobrada dos feras, para que não haja nenhum problema na resolução das questões dos assuntos mais “difíceis” cobrados no Exame; confira:

Propriedades gerais da matéria

Compreender a matéria é entender as suas oito propriedades, são elas: inércia; massa; extensão; impenetrabilidade; compressibilidade; elasticidade; divisibilidade e descontinuidade. Para o docente Walter, o estudante deverá prestar atenção nesses conceitos e, principalmente, nas aplicações. 

Nesses pontos, ainda devem ser observados os estados físicos da matéria - sólido, líquido e gasoso -, além das mudanças no estado da matéria, classificados em fusão, solidificação, vaporização, condensação e sublimação.

Cálculos estequiométricos

Um dos pontos mais difíceis, por abranger a necessidade de compreensão matemática, o assunto visa descobrir a quantidade de determinadas substâncias envolvidas numa reação química, reagentes e/ou produtos.

Para esse assunto, Berg destaca a recorrência na cobrança de resolução de questões com grau de pureza e grau de impureza, além da relação entre massa e volume. “O aluno para conquistar um bom desempenho nesta questão deverá compreender as relações equivalentes a mol”, adverte.

No Enem, por se tratar de uma prova que relaciona as questões a situações do dia a dia, o professor Walter destaca que “os processos industriais são muito presentes na prova, como produção de sabão, detergente, entre outros". "Essa relação exige cálculos para a dosagem de medida. Mas é importante, acima de tudo, uma boa interpretação textual para não ter problemas”, orienta.

Equilíbrio químico

Ocorre quando, em uma reação reversível, a velocidade da reação direta é igual à velocidade da reação inversa. Uma vez atingido o estado de equilíbrio, as concentrações de reagentes e produtos permanecem constantes. Para Berg, o assunto é difícil porque cobra conceitos específicos para a resolução. “Para se calcular o PH, o fera precisa saber do logaritmo de matemática”, comenta Berg Figueiredo.

A interdisciplinaridade pode está presente com questões relacionadas à chuva ácida com geografia e biologia e fatores que provocam o deslocamento de equilíbrio químico como temperatura, pressão, exigindo conhecimento de física.

Identificação das funções orgânicas

“Os agrupamentos de substâncias possuem propriedades químicas semelhantes, que são consequência de características estruturais comuns, em funções. Cada função orgânica é caracterizada por um grupo funcional, que lhe confere características e nomenclaturas específicas”, conceitua Walter.

A dificuldade nesse assunto é pela particularidade na identificação de cada um dessas estruturas. Berg destaca que o aluno precisa ter um certo cuidado na identificação e avaliação de cada função, para não confundir, assim, um hidrogênio e uma posição do nitrogênio.

No processo de identificação, um dos pontos em que estudantes sentem mais dificuldade está nas características de cada função. Um exemplo é a solubilidade em água, ponto de fusão e ponto de ebulição e as forças intermoleculares.

Reações químicas

Caracterizadas como uma alteração química em que a matéria - um reagente ou reagentes - se converte em uma nova substância ou substâncias - um produto ou produtos -, as reações podem aparecer nas provas com a cobrança de conceitos específicos. “É esperado pedirem ao aluno o conhecimento de uma reação de combustão, o que é uma reação de fusão, o que é uma reação de neutralização. A grande dificuldade é efetuar e fazer o balanceamento das reações”, conclui Berg.

Para ele, o bom desempenho na prova pode aparecer se o estudante lembrar de conceitos importantes, por exemplo: conservação de massa; conservação de energia; e conceitos específicos sobre as propriedades das substâncias - o que é um ácido, base e suas funções.

Eletroquímica

 Estuda o fenômeno da transferência de elétrons para a transformação de energia química em energia elétrica e vice-versa. Nesse ponto, de acordo com Berg, o aluno precisa saber de pilha e eletrólise, além das aplicações de cada processo ligadas ao cotidiano.

“Exemplo: a pilha é um processo utilizado para obter energia a partir de uma reação. Na eletrólise já é a corrente elétrica que produz a reação - processo de galvanização (proteção de um objeto a partir da adição de um outro metal)", pontua Berg.

Para aprofundar os entendimentos sobre os assuntos, o professor Berg Figueiredo selecionou várias questões. Confira os exercícios, as respostas e suas justificativas.

LeiaJá também

--> Provas do Enem começam a ser distribuídas pelos Correios

--> Inep divulga redações nota mil do Enem 


PUBLICIDADE