Roque de Sá/Agência Senado

Política

Paschoal sobre Intercept: 'Aguardando material bombástico'

A deputada estadual Janaina Paschoal (PSL) alfinetou diversos pontos da história dos vazamentos promovidos pelo site The Intercept

| ter, 11/06/2019 - 14:08

A deputada estadual pelo PSL de São Paulo, Janaina Paschoal, falou nesta terça-feira (11) sobre diversos âmbitos que envolvem o vazamento das conversas entre Sergio Moro e procuradores da Operação Lava Jato, além de dar sua opinião detalhada sobre o caso.

“Vocês me conhecem, sabem que eu não sou do tipo que se apega a teses formalistas, gosto de olhar (bem de perto) o mérito das várias situações. Justamente por isso pergunto: Onde estão as tantas mensagens anunciadas pelo site Intercept? Notem bem o nome do site!!!”, questionou, fazendo referência ao resto do material que o site afirmou que ainda tinha para ser publicado.

“Quando o dramalhão começou, as manchetes diziam que o site Intercept iria publicar altas revelações a cada hora. Segundo anunciado, o enorme volume de material estava sendo analisado para tanto... OK, cadê?”, complementou.

Paschoal, que também é uma das autoras do pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), disse que aguarda mais material. “Jornalistas me ligaram e enviaram mensagens, indagando o que eu estava achando de tudo isso. Eu só respondi que estava aguardando o material bombástico, para poder me manifestar. E sigo aguardando!”, alegou.

“Vejam, não estou pedindo para impedirem a divulgação do tal material. Sou uma defensora radical da liberdade de manifestação, expressão e do trânsito livre de informação. Só estou dizendo que o site dos psolistas não tem nada. Se tivesse, já teria publicado”, opinou.

A parlamentar disse que, caso surjam novas informações, ela não se incomodará de mudar de opinião. “Se algo significativo for publicado, eu volto a avaliar e não tenho medo nenhum de mudar de opinião. Por enquanto, é só espuma! E digo mais, não acredito que esse carnaval tenha o objetivo de livrar Lula (muito embora possam querer usar para tanto)”, garantiu.

“Na melhor das hipóteses, querem prejudicar a reforma da previdência, que só ajudará o país e as camadas mais desfavorecidas da população. Mas PT e PSOL não se preocupam com o povo, preocupam-se com os sindicatos, com as Associações, com aqueles que têm representação e força”, criticou.


PUBLICIDADE