Reprodução

Cidades

Homem que agrediu idoso diz que foi vítima de um golpe

Acusado disse também que se arrepende da agressão

| qua, 05/12/2018 - 15:41

O advogado Humberto Cavalcanti, que aparece em imagem de câmera de segurança agredindo um idoso no bairro do Cordeiro, Zona Oeste do Recife, disse que foi vítima de um golpe pelo senhor e que se arrepende da agressão. Segundo o advogado, o idoso José Guilherme Santiago, de 70 anos, é um estelionatário que o enganou em uma transação de um automóvel no valor de R$ 27 mil. Humberto contou a sua versão da história, nesta quarta-feira (5), na TV Clube.

“Foi um ato impensado, mas um ato impensado não gratuito. Foi um golpe que levei desse cidadão, desse idoso. Ele, junto com outra pessoa, roubou meu carro”, acusou o homem. O advogado diz ainda ter procurado à polícia na época do golpe, o que não surtiu efeito.

Em novembro, Humberto teria anunciado o carro da mãe no site OLX. Uma pessoa identificada como Osvaldo teria mostrado interesse no veículo e enviado José Guilherme para avaliar as condições do carro. Após isso, eles entraram em acordo sobre a venda do carro.

Enquanto José Guilherme resolveria as questões documentais, Osvaldo faria o depósito de R$ 27 mil. “Eu ficava entrando em contato com Osvaldo para ele fazer o depósito. Ele me mandou uma foto de um banco, para mostrar que estava cheio. Depois descobri que era uma foto de internet de um dia que os bancos estavam de greve”, recordou o homem.

O advogado diz ter recebido um comprovante que depois descobriu ser falso. Osvaldo bloqueou o número de Humberto no WhatsApp. Ele teria ainda conseguido entrar em contato com o idoso, que o informou já ter se desfeito do carro.

Após procurar a polícia, o agressor teria descoberto que José Guilherme já era investigado por outros crimes e possuía um mandado de prisão datando de 1995. Entretanto, foi informado de que o delegado do Espinheiro estava sendo remanejado e que não havia policiais para fazer diligências.

A agressão ocorreu no último sábado (1º). O advogado disse para a TV Clube que estava indo comprar amendoim em um estabelecimento especializado, quando viu o idoso. “Perdi a cabeça e houve a agressão, porque você vê R$ 27 mil se esvaindo da sua mão. Você batalha tanto para conseguir suas coisas. Ele é frio”, comentou.

A Polícia Civil informou não ter encontrado registro de boletim de ocorrência de Humberto. A corporação investiga a agressão.